7 passos para executar dragagem de sedimento

Na implantação ou operação de portos, terminais portuários, garagens náuticas, marinas e empreendimentos correlatos há a necessidade de eventualmente se fazer a dragagem do sedimento, conforme legislação Conama 237/97 e SMA 39/04. Isto porque, pode ocorrer o assoreamento (erosão) do canal impossibilitando a navegação ou a atracação no píer. Além disto, pode ocorrer a necessidade de se dragar quando há a intenção de aumentar o porte das embarcações (aumento do calado). Para isso, devemos seguir os seguintes passos:

1

Definir a área a ser dragada.

2

Definir a profundidade do canal a ser atingida.

3

Definir o plano de amostragem do sedimento a ser removido e da água superficial.

4

Caracterizar o sedimento conforme CONAMA 454/12 e a água conforme CONAMA 357/05.

5

Avaliar alternativas para a disposição do sedimento removido.

6

Elaborar o relatório técnico para a avaliação frente ao órgão ambiental.

7

Aguardar a publicação da licença ambiental.

Se a sua empresa precisa de assessoria neste tipo de serviço, entre em contato conosco para mais informações.